sábado, 13 de setembro de 2008

Curitiba x São Paulo

Ah, Curitiba! Amo essa minha cidade e não me vejo morando em outro lugar (Toronto não conta, lá eu iria nem que fosse só com a roupa do corpo). Hoje amanheceu um dia feio, nuvens escuras, frio, ventinho. Um ótimo dia para ficar em casa. E farei isso, de tarde, já que com essa chuvinha não rola treino.
Estou, pelo menos uma vez por mês, em São Paulo. Adoro ir pra lá, mas só adoro devido aos amigos e agility. Essa cidade me deixa estressada. Quem me conhece sabe quão calma eu sou hehehe. Me imaginem morando num lugar onde você só pode fazer uma coisa por dia. Se você quer ir no mercado, você só vai no mercado, porque o transito te impede de fazer outra coisa... Os paulistas já se acostumaram com esse caos nas ruas. Esses dias estava indo pro CTA, atravessando a cidade, já que estava chegando da minha terrinha, e, num túnel, tinha um tiozinho passando o fio dental dentro do carro. Certo ele... já que vai ficar um tempão parado no carro, que aproveite esse tempo com algo... seja lendo um livro, seja fazendo a limpeza oral diária...
Outra diferença, São Paulo tem mini calçadas! Aqui em Curitiba temos a calçada larga, com espaço suficiente para ser: grama, calçada, grama. Uma beleza. Calçada, todos sabem o que é, né? Tem gente que chama de passeio. Acho um sarro! Alguem sabe algum outro nome?
Mas, apesar de amar Curitiba, gosto muito de SP também. Em SP tem tudo! Qualquer coisa que você procure, lá tem! E, geralmente, é muito fácil de encontrar! Fora que, os paulistas são legais! São meu povo preferido. Nesse mesmo dia do tio com o fio dental, estavamos eu e Aloísio rumo ao CTA, quando um cara no carro do lado pede para eu abaixar o vidro. Eu ignorei. O Aloisio, como um bom paulista, abaixou. O carinha: "oi, vocês gostam desse carro? To doido pra ter um!", falando da Doblô Adventure do Aloísio. Respondemos, claro. Quando que aqui em Curitiba aconteceria uma coisa dessas? No máximo alguem vai avisar que você tá com um cachorro amarrado no pára choque! No máximo! hahahah
Eu tento ser simpática, mas confesso que odeio falar com pessoas estranhas. Claro que atendo os meus clientes super bem, mas não gosto quando alguem me aborda num parque para perguntar se eu sei o nome da árvore linda que estou em baixo.... Claro, foi um paulista que me fez essa pergunta!
Eu acho que, conforme vamos conhecendo pessoas de outras regiões, vamos nos parecendo um pouco com elas. Hoje em dia não posso dizer que sou 100% curitibana. Até meu jeito de falar é diferente de ha 3 anos atras. Mas tem coisas que não mudam... falo "daí" no final das frases, me refiro à pessoas que gosto como "queridas" e sempre falarei que meu leitE está quentE.
Beijos

5 comentários:

Ca disse...

Adorei suas definições!!!! Totalmente ingênuas e sinceras! E muito real!

São Paulo - Capital, eu num moraria nem f... Mas eu vivo indo pra lá, por um motivo ou outro (trabalho, agility, amigos, cachorros, etc). E vc definiu os paulistas de um modo que eu nunca tinha pensando (acho q por eu viver aqui, não consigo enxergar certas coisas), e se for ver, é bem isso mesmo!

ADOREI seu post! hehe

Não conheço Curitiba, acho que de Curitibano só conheço vc mesma... (e alguns pela internet... hehe). Mas dizem MUITO bem dessa cidade! Um dia eu quero ir aí para conhecer!!]

Bjsssss

O que você fariaaa disse...

Está convidada, Cá! Vou adorar recebe-la aqui e te levar para conhecer toda Curitiba :)
Beijos
Fe

Sara Favinha disse...

Fer, tenho alguns amigos bem especiais aí na sua cidade, que eu já visitei e adorei!

Bem que poderia ter etapas aí né? Nem é tão longe... :P

Val disse...

Úia! Sabe q vc tem razão?
Já me acostumei tanto com Sampa
q não me vejo morando em outro lugar.
Mas dá pra fazer mais do q uma coisa por dia tá? hehehe
Eu tb não conheço Curitiba.
Mas um dia eu apareço.

Bjo

Maria Luiza disse...

Se acostumar com o trânsito de sp? IMPOSSÍVEL!!! É um lixo! péeeessimo! Não tem como "acostumar com ele"...
Você fica nervoso, estressado, e tudo mais...

Taí, me convenci e vou criar um blog agorinha... uashauhsuahs

Só vou terminar de ler esse...