segunda-feira, 20 de abril de 2009

Kika




Eu imaginei que hoje estaria aqui escrevendo sobre o Am&C... mas não. Antes disso, preciso falar sobre a minha velhinha.


Kika nasceu no sítio da família, uma legítima vira lata! Veio aqui pra casa passar 2 dias ( aos 60 dias de vida) e seria doada. A pessoa que iria ficar com ela , desistiu e eu com meus 7 anos fiquei louca querendo aquele filhotinho lindo pra mim! Minha mãe não deixou e ela foi para a casa de uma tia.


Voltou pra mim aos 9 meses, completamente traumatizada, medrosa.. enfim... Mas voltou!


Quando ela tinha 5 anos de idade, comecei a praticar agility e foi ai que tudo começou. A Kika mudou a minha vida e hoje estou onde estou por causa dela.


Ela era muitissimo especial pra mim e faria 13 anos agora, dia 25 de abril.


Semana passada eu já estava em São Paulo quando recebi um telefonema da minha irmã, falando que a Kika estava doente, internada e que estavam tentando melhorar o estado dela para fazer uma cirurgia. Piometra.


Nessa hora eu já comecei a olhar horarios de voo para voltar pra BH, eu precisava vê-la.. até porque, eu senti que ela não ia sair dessa.


Infelizmente, não tive tempo. Quando fui comprar a passagem, umas 2 hrs depois de saber que ela estava mal, já recebi outro telefonema, e soube que ela não tinha resistido.


Meu Deus, como foi dificil ouvir isso. Como foi dificil não estar com ela nessa hora, depois de 13 anos juntas. Como foi díficil pensar que ia chegar em casa e ela não estaria aqui pra me receber com beijos bafentos, latidos e choros. Eu estava certa. Cheguei em casa e COMO ESTÁ DIFÍCIL ficar aqui.... a casa está tão vazia!!


Amanhã cedo vou busca-la e leva-la para o sitio... será enterrada lá, onde nasceu e onde passei com ela tantas férias, feriados e fins de semana.


Sei que vou chorar ainda mais do que já chorei. Porque esses malucos tem que viver tão menos que a gente??? E porque ela tinha que morrer quando eu não estava aqui??


Sei que já estou com saudade... cheguei na janela e ela não veio me ver...




Kikona, minha linda!!! Muito obrigada por tudo!! Te amarei eternamente!


"Você mudou a minha vida, viveu, morreu na minha história..."


5 comentários:

Renan disse...

Oi Gabi!
"Adiantei" minha viagem porque nao queria te deixar lá sozinha... mas quando cheguei lá vi que nada que eu falasse ia aliviar você... E você sabe que sou melhor escrevendo do que falando...
Sei como é difícil, já passei por isso... Tente se lembrar dos bons momentos que vocês tiveram juntas e não como aconteceu ou porque você não estava ai.

Tudo que acontece na vida tem um motivo, podemos não compreendê-los mas o motivo existe.

"O passado a gente não muda."

Beijos e saiba que pode contar comigo para o que precisar, sempre!

Re

Camila - EDC disse...

Gabi,

não vou conseguir falar nada pra melhor sua situação agora... até porque estou com os olhos cheios de lágrimas ao ler esse post...

Mas pense em tudo de bom que ela já te proporcionou!

Eu sempre digo uma coisa: o ÚNICO defeito dos cães é que eles "duram" menos que a gente...

Eles estão aqui de passagem, para ensinar tudo aquilo que só eles tem o poder de nos ensinar...

Abraço grande Gabi,

saiba que mesmo de longe estou aqui e pode contar comigo para o que precisar!

Ana disse...

Gabi, só tenho uma coisa a dizer: FORÇA, porque tudo passa!

Lendo seu post, me emocionei tb....lembrei do meu Toffe, que me ensinou o que é perder alguem.

Bjos e no que precisar, estamos ai!

Anônimo disse...

"Tão sentido!
Tão triste!
Tanta saudade contida,
nesta dor embutida.
Tanta solidão sentida,
de um amor que se foi
deixando um coração sem guarida,
na triste sina da vida,
que por vezes não queria,
mas que a vida lhe infligiu!
Rasga o peito e sangra,
essa dor insana,
esse sentimento doído.
Mas haverá uma luz,
na aurora da vida.
Trazendo alento
ao coração ferido!"

Esteja bem, Gabi.

Aloisio,CWB.

Sara Favinha disse...

Gabi, sei que essa perda pode demorar um pouco até deixar apenas a saudade, mas sei também que a saudade sozinha chega e se instala, e essa, fica prá sempre. As coisas boas deixarão de ser tão doloridas quando se lembrar delas e com o tempo serão lembranças agradáveis.

Lembre-se de que essa situação não é o fim... :)

Estou aqui se precisar ok?

Beijo